• Comunidades

 

Várzea Grande | Seis Tiros | Quixaba | Saco de Pedra | V. da Pedra I | V. da Pedra II | Flora | Arrozinho | C. do Arroz | F. Ferrari | Pé do Morro | M. Gomes | B. Esperança | Várzea Danta | Pajeú | Ipuçaba | Melancias | R. de Areia | Picadas | Boa Sorte | Queimada Nova | Beira-Rio | Bonito | Voltar

SEIS TIROS
Localização: Região Norte do município. Referência: BR-242, Entroncamento de Ipuçaba.

Problemas com a água. Um cidadão construiu uma barragem, animais estão morrendo dentro da mesma e muitas pessoas estão tendo que consumir a água nessas condições.As autoridades não qualquer atitude para se resolver o problema.

QUIXABA Início
Localização: Região Norte do município. Referência:

Problemas com a água. Falta apoio para a comunidade. Problemas sérios na área de saúde. Não há um agente de saúde atendendo na área da comunidade.

SACO DE PEDRA Início
Localização: Região Sudeste do município. Referência: Flora

Esta comunidade tem água também só na época das chuvas, embora este ano tenha enchido alguns reservatórios, mas que servem só para os animais. Os moradores se queixam da atuação do fiscal que toma conta da água, pois o mesmo atua em apenas uma parte da rede. A área da nascente também está comprometida. Não há manutenção. Quanto à associação do lugar, está enfrentando dificuldades, apesar de nova. Há um outro problema preocupando os moradores: houve uma mortandade de gado muito alta naquela região. Segundo informações, passa de 40 cabeças, entre bovinos, caprinos e ovinos.

A escola enfrenta também problema de merenda escolar.

VÁRZEA DA PEDRA I Início
Localização: Região Leste do Município. Referência: BR-242/Queimada Nova

A população local está desanimada com os resultados do Programa do Faz Cidadão. Houve uma euforia inicial, mas com as dificuldades enfrentadas e que não são diferentes das anteriores, o programa está desacreditado. “Que benefício esse programa já trouxe para o homem do campo? Faz mais de um ano e nada!”, queixa-se um morador.
O problema grave da região é a água. Havia com fartura, mas está diminuindo gradativamente, o que leva o caso de se proteger as nascentes do município à urgência extrema. A rede que abastece o local foi programada para uma quantidade de pessoas e, por ser muito extensa, apareceram outros no trajeto da mesma, embora os canos não tenham sido trocados. Assim sendo, a água não está chegando ao seu destino na quantidade satisfatória para atender à população. Promessas de se melhorar foram feitas, mas, para “surpresa geral”, ainda não foram cumpridas. Mais um motivo para o desânimo da população.

VÁRZEA DA PEDRA II Início
Localização: Região Leste do Município. Referência: BR-242/Queimada Nova.

Essa comunidade está sendo vítima da migração. A população existente aí está envelhecendo sem que haja jovens para manterem o funcionamento da associação e das atividades. Jovens esses que se retiram para o sul e sudeste, esvaziando assim as famílias e comprometendo o andamento dos trabalhos. A água também está se tornando insuficiente. Há uma rede que consegue abastecer apenas uma parte da população local. Naquela comunidade, há um poço tubular mas, devido ao envelhecimento do equipamento para puxar água, o mesmo já não consegue fazer o trabalho. A distância entre o poço e o local onde a água deve ficar armazenada é de 1020 m. Precisa-se urgentemente de um novo motor mais potente. Os moradores sugerem que as autoridades locais (vereadores, prefeitos, deputados) entrem em contato com o CAA para que assim possam ampliar o atendimento à população através da construção das cisternas de placas, que está sendo uma solução pelo menos para uma parte do problema da água na região. Estas cisternas armazenam água da chuva através de tubos colocados nas bicas das casas.

ARROZINHO Início
Localização: Região Sudeste do município. Referência: Flora

O problema na comunidade é a educação e também a falta de água. Há superlotação no transporte escolar. Alunos da 1ª, 2ª e 3ª Séries enfrentam problemas pela falta de um prédio escolar. Os mesmos estão estudando em uma casa particular. Prometeu-se construir um prédio, mas até agora, nada. Quanto à água, possuem um motor para puxar, mas que está com sérios problemas.

CHAPADA DO ARROZ Início
Localização: Região Sul do município. Referência: BA-156

Problemas com a associação local. A mesma era conjunta com o Riacho Frio, comunidade próxima. Por ter havido algum desentendimento, os sócios da Chapada se retiraram, mas até o momento não conseguiram regularizar a situação da mesma. O certo é que os moradores culpam funcionário da EBDA que, não dando agilidade ao encaminhamento dos papéis, está também atrasando as atividades da associação que está dependendo unicamente destes papéis.

FAZENDA FERRARI Início
Localização: Região Leste. Ref: BR-242/Várzea Alegre

Esta comunidade é um assentamento do INCRA, mas que não tem recebido a atenção necessária. Os moradores têm se queixado da falta de apoio. Veja a situação: a população tem que buscar água distante, tendo inclusive que andar sobre a BR-242, onde crianças e adultos montam suas bicicletas para carregar a mesma, sendo que na comunidade há um poço tubular aberto, apenas dependendo da instalação dos equipamentos, boa partes deles a comunidade já possui, mas tudo depende da energia. Se acham que lá não tem energia, há uma rede de alta tensão que passa praticamente sobre o poço, mas que a companhia de eletricidade responsável não acha viável colocar energia ali. As autoridades ficam jogando de uma para a outra, sem decisão, que sabe até que ocorra uma tragédia, pois a estrada onde eles passam é bastante movimentada e, tomara que não precise ocorrer um fato mais grave para que se tome as providências.

PÉ DO MORRO Início
Localização: Região Nordeste do Município. Ref: BR-242/Várzea Alegre

Desde que foi feita a rede de abastecimento de água, ficou certo de que não seria para colocar nas residências, e sim, funcionar no sistema de chafarizes. Há algum tempo, isso vem sendo desobedecido e pessoas têm, através do fiscal responsável pela conservação da rede, conseguido autorização da Prefeitura para colocar água em suas residências, o que tem comprometido o abastecimento para a maior parte da população. Esta, a Prefeitura, segundo alguns moradores, até libera os canos para que seja feito esse serviço. Todas as vezes que chega uma reclamação até o prefeito, este promete não mais dar essa permissão, mas a promessa só dura até aparecer o próximo interessado.
Um só fiscal não dá conta de toda a rede. Um morador da região chegou até a fazer um concurso público no município para trabalhar naquela localidade, passou em primeiro lugar e não foi contratado, segundo informações, por questões meramente políticas.
Quanto à associação do lugar, também vem enfrentando problemas, principalmente com uma comunidade de um município vizinho, Brotas de Macaúbas. Como Pé do Morro fica praticamente na divisa, há moradores das duas comunidades (Jatobá e Pé do Morro), interessados em ver a ruína da associação existente, que estão se juntando para formar um novo grupo, tendo inclusive o apoio de políticos da região. É preciso que as pessoas entendam que o município está tendo sérios problemas com associações formadas para fins que não são progressistas e atrapalhando a imagem das outras associações, que vêm se esforçando, diante de inúmeras dificuldades, para se manterem ativas.

MANOEL GOMES Início
Localização: Região Oeste. Ref: Povoado de São Bento

Mais um caso referente a transporte escolar está acontecendo naquela comunidade. Há um ônibus que vem à noite para a sede e está trazendo em torno de 100 alunos. Uma senhora chegou a comentar: “Vim nele esses dias e quase morro de medo”. O problema é que talvez seja a região mais alta do município, é serra praticamente em todo o percurso e o ônibus não se encontra em perfeito estado de conservação, colocando em risco a vida de muitas pessoas. Aguarda-se providências.
A água também é problema ali.

BOA ESPERANÇA Início
Localização: Região Norte do município. Referência: Jacurutu/Retiro

Problemas com a Associação local. As reuniões não estão acontecendo, as informações não estão sendo bem passadas. Houve mal entendidos a respeito dos contratos do PRONAF B, quando o presidente da associação escolheu aqueles que deveriam ser beneficiados. Há também reclamações da comunidade com respeito ao FUMAC.

VÁRZEA DANTA Início
Localização: Região Leste do município. Ref: Queimada Nova

Representante na última reunião do Fórum Faz Cidadão: Jobelina Rosa dos Santos.

PAJEÚ Início
Localização: Região Sudeste do município. Referência: Flora

Reclamações acerca do último Concurso Público municipal. Um dos colocados nos primeiros lugares reclama de não ter tido nenhuma prioridade na escolha de local, horário, etc. ao contrário, as vezes que tentou argumentar, foi até maltratado por funcionários municipais.

IPUÇABA Início
Localização: Região Norte do Município. Ref: BR-242

Ipuçaba, no momento, enfrenta problemas com os alunos que concluem o Ensino Fundamental. Os mesmos não têm condições de irem para uma cidade que tenha o ensino médio e não recebem qualquer atenção por parte dos responsáveis pela educação. Não têm transporte para se deslocarem. Assim sendo, a maioria está fora da escola neste momento. A população solicita das autoridades um ônibus para atender a região.

MELANCIAS Início
Localização: Região Sul do município. Ref: Entroncamento Arraial/BA-156

Nesta comunidade, a cultura é muito forte e ativa, apesar da falta de apoio. Há um grupo que dança a Roda de São Gonçalo, um dos últimos do município e talvez da região. Também se produz ali mel de boa qualidade. A população está, entretanto, enfrentando problemas com o abastecimento de água e também com o escoamento dos produtos.

RIACHO DE AREIA Início
Localização: Região Norte do município. Referência: Sede

A população local reclama da situação das estradas. O transporte de estudantes também é irregular. Há problemas com o abastecimento de água. Queixa-se também do distanciamento entre as associações do município.

PICADAS Início
Localização: Região Leste do município. Ref: Rio Paramirim/Flora

-Falta agente de saúde. Por conta disso, não foi feito ainda o cadastramento da Bolsa Alimentação. Há inclusive uma pessoa no local com o curso de Agente de Saúde, mas ainda não foi contratada.
-A comunidade também sugere às autoridades algum programa que venha a facilitar a construção das cisternas de placa. Há 3 na comunidade, embora não tenha dado tempo de coletar água, pois as mesmas ficaram prontas já no final do período das chuvas.

QUEIMADA NOVA Início
Localização: Região Leste do município. Referência: Serra da Mangabeira.

Segundo informações, esta comunidade tem todos os problemas imagináveis. O mais destacado, porém, é o problema do transporte escolar e da merenda, que está faltando nas escolas. Os veículos estão transportando em torno de 90 alunos e, além do mais, sem muita conservação. A água também é problema.

BOA SORTE Início
Problemas com o transporte escolar que, aliás, a comunidade nunca recebeu qualquer atenção nesta área. Quando acontece de ter, os veículos estão superlotados. Alguns alunos têm que se retirar para um município vizinho, Brotas de Macaúbas, mas nem todos têm condição para isso. A escola local carece de maior atenção. A mesma não tinha água, foi posta pela própria comunidade, não há merenda também. A bomba d’água que ajuda no abastecimento do local apresentou problemas, mas já está sendo reparada por iniciativa dos próprios moradores.

FLORA Início

A Flora realizou neste final de semana, 26/07/2003, a sua festa mais tradicional: a da padroeira Senhora Santana, com vasta programação. Houve torneio de futebol, batizados, missa, leilão e, é claro, um baile com a Banda Swing.
O problema mais grave desta comunidade é o do transporte escolar. Os ônibus estão transitando com número muito superior ao permitido ou pelo menos ao nível de segurança. Já houve aluno cair pela porta, felizmente sem maiores conseqüências. Há alunos que saem de suas casas às 4 ou 5 horas da manhã para retornarem às 2 da tarde. Os ônibus estão transportando em torno de 100 alunos nas contas mais otimistas. Há promessa de se construir um prédio naquela comunidade, mas até agora, nenhuma novidade. Espera-se que pelo menos se pense na vida dessas pessoas. Vê-se sempre acidentes com ônibus escolares, alguns deles assustadores. Num desses, recentemente, morreram 21 estudantes em São Paulo.
Problemas de agressão ao meio ambiente. Caça e pesca predatórias.
Indivíduos estão explorando os velhinhos aposentados, alguns já foram até agredidos e tiveram suas economias levadas pelos elementos. A polícia foi acionada, mas até agora apenas alegam falta de provas, quem sabe, esperando uma tragédia acontecer.

BEIRA-RIO/PAJEÚ
Agonia

No dia 09 de maio, à noite, no Povoado de Beira-Rio, município de Oliveira dos Brejinhos, um jovem de nome Sidney Mineiro, de 23 anos, estava sentado com alguns amigos, conversando, próximo a um trailer. De repente, aproximaram-se três indivíduos, um deles tomando a iniciativa e com uma arma pesada em punho, pegaram o rapaz e o colocaram dentro de um automóvel Gol, na frente inclusive de um irmão mais novo. Conta-se que o rapaz até pronunciou frase como: “… não me mate na frente do meu irmão, por favor”. Ele foi levado e ficou desaparecido por por vários dias quando, neste domingo, 26/05/2002, um corpo foi encontrado na região da Serra da Mangabeira, próximo ao povoado de Queimada Nova, já em estado de decomposição. O corpo foi levado para autópsia quando finalmente, na noite de 27/05/2002, chegou-se à conclusão: era mesmo o corpo de Sidney.
Para aqueles que conhecem a história deste jovem, podem até dizer que justiça foi feita, pois o mesmo esteve preso por cerca de 2 anos por envolvimento em assaltos e outros tipos de crimes, mas para nós, cidadãos de bem, não nos preocupamos somente com ele em particular, mas pensamos nos seus familiares, nos seus amigos, no seu irmão mais novo que, inclusive não estava conseguindo freqüentar a escola nesses dias. Pensamos na agonia daqueles que gostavam dele. Ainda assim, percebemos que a justiça apenas se cala, diante de fatos tão violentos e aterradores, fatos que colocam nossas vidas em estado de alerta total, fatos que imaginávamos que só aconteciam nas grandes cidades e que agora já são uma realidade em Oliveira dos Brejinhos.
É preciso que se tome alguma atitude. Por enquanto, fica aqui a nossa indignação diante da violência, pois, mesmo que aconteça com alguém que já a tenha praticado, não é cômodo nem sensato ser a favor da mesma. Que Deus tenha compaixão de sua família dando conforto e força para lutar por dias melhores e pela justiça.
 Início

BONITO

No dia  01/09, a comunidade de Bonito recebeu a visita da equipe de professores e estagiários da UEFS, composta de uma geóloga, uma professora de Artes, três estagiários, um estudante de Geografia, outro de Pedagogia e outro de Engenharia. Foi feita uma visita à Pedra Bonita, onde há inscrições e pinturas rupestres, tendo como guia o morador da localidade, o Sr. Gérson. Na volta, a equipe também esteve na comunidade de Cachoeira do Brundué, com o mesmo objetivo. A equipe foi acompanhada por Carlos Dourado e Carlon Cruz, do Grupo Jatobá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *